Brasil : Cidade Alerta dá informações erradas e entrevistada dispara poucas e boas

Brasil 10 de junio de 2020 Por InfoShow Uruguay
O Cidade Alerta, da Record, voltou a polemizar nesta terça-feira (9). O programa deu o que falar durante a cobertura de um assassinato.
20200610-cidade-alerta

O Cidade Alerta, da Record, voltou a polemizar nesta terça-feira (9). O programa deu o que falar durante a cobertura de um assassinato. A repórter Luiza Zanchetta colheu relatos de vizinhos e acusou o homem morto de ter sido agiota em vida. Isso acabou revoltando a família, que reagiu ao vivo.

Num dos momentos, inclusive, os familiares e vizinhos chegaram a avançar contra a jornalista e o cinegrafista José Filho. Em seguida, após ameaças e um desabafo da filha do morto, Luiz Bacci pediu desculpas.

“Eles estão aqui um tanto revoltados porque nós temos a informação de que ele empresta dinheiro a juros… desculpa, por favor, não precisa de agressão”, disparou a repórter, enquanto era interrompida por um rapaz.

“Você está falando merda!”, esbravejou o homem. “Ninguém está ofendendo ninguém”, retrucou a Luiza Zanchetta. “Está falando merda, está falando coisa que não deve”, insistiu ele. “Você está impedindo o nosso trabalho”, rebateu a jornalista.

“Ele emprestou dinheiro para você?”, questionou o rapaz. “Nós temos informações de vizinhos que confirmam isso”, reagiu a repórter. “Todo mundo deu informação para vocês falarem bosta?”, criticou o homem.

O apresentador do Cidade Alerta, então, entrou na discussão e se mostrou indignado com o ataque à profissional. “Eu peço, por favor, ao cinegrafista que está com a Zanchetta, pode mostrar quem está tentando agredir a nossa reportagem. A arma que nós temos é a câmera”, disse o famoso, visivelmente irritado.

Filha soltou o verbo

A confusão aumentou quando Amanda, filha da vítima, foi entrevistada ao vivo e desabafou sobre a cobertura do programa policial. Ela classificou tudo como “desrespeitosa” e “irresponsável”. Aos prantos, a jovem ainda corrigiu a repórter, que errou o nome do pai dela.

 
“O meu pai, eu perdi meu pai hoje e não estou vendo um pingo de respeito aqui, vocês falando que ele é agiota, gente! Como assim, qual é essa informação? Da onde vocês tiraram isso, por favor? Eu acho que vocês têm que ter um pingo de consideração!”, disparou ela.

A repórter cortou a entrevistada: “Amanda, vamos focar no mais importante, que é descobrir quem matou o seu pai”. Luiz Bacci quis saber de onde surgiu a informação de agiotagem e a jornalista, nervosa, errou o nome da vítima: “A polícia não confirma essa informação, Bacci, mas eu conversei com vizinhos que conhecem bem o Josenildo…”.

“Nem o nome vocês estão passando direito, gente, como vocês vão passar a profissão do meu pai? Meu pai tinha casa de aluguel… e o nome dele é Josivaldo”. Zanchetta se corrigiu: “Josivaldo, perdão, erro meu”, comentou Amanda.

“Vizinhos disseram que ele emprestava dinheiro a juros”, afirmou a repórter, que foi novamente interrompida pela filha de Josivaldo. Neste momento, a atração trocou o GC em que aparecia “agiota” por “Josenildo” e, depois, “homem”.

“Eu não sei nem o nome desses vizinhos, para começo de conversa. O único vizinho que conheço é esse da frente”, falou a filha da vítima. “Tudo bem, mas você concorda que a gente não pode descartar essa possibilidade”, insistiu Zanchetta.

A entrevistada disparou: “Vocês não podem afirmar uma coisa. De repente, vocês vêm com suposições de vizinho? Achei que o jornalismo da Record era mais responsável. Acho que há um pingo de respeito que tem que ter, pô, eu estou sentindo uma dor aqui, cara, não sei se você tem o seu pai ou não. Mas tiraram a vida do meu pai, gente, e vocês vêm falar essas merdas!”.

Retratação

Direto do estúdio, Bacci conversou com a irmã do rapaz que se irritou contra a jornalista, identificada como Viviane, e pediu desculpas por ter acusado a vítima de ser agiota sem provas.

“Eu peço desculpas pela abordagem como agiota, nós vamos tratar como suspeito, como deve ser realmente, porque até que a polícia e a Justiça concluam se é agiota ou não existe uma distância. Se fosse outro repórter mais esquentado, levaria isso para a frente, para a polícia, iria dar a maior dor de cabeça, e eu sei que é um homem que, só de ter reconhecido o erro parece ser um cara gente boa, um cara da paz”, desabafou o apresentador.

“Ele, nervoso por ter muito contato com todo mundo da família, foi sim pedir desculpas, eu mesmo falei para ela que ele queria pedir. Como você também já se desculpou a respeito do que a polícia apurou, eu também fico agradecida e falo em nome da família, porque é uma situação muito difícil perder um ente querido. Mais uma vez, peço desculpas para a repórter por tudo que aconteceu e que vocês saiam daqui e continuem fazendo o trabalho de vocês. Obrigado, Bacci”, explicou a mulher.